sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Confissões Mascaradas IV

Brinco com personagens
Arlequins, Pierrots, Colombinas
Brinco com as palavras
Te amo, te odeio, te espero

E quando eu te amo
Eu não escrevo no papel
Eu não escrevo de caneta
Eu tatuo na pele...No meu coração

E quando eu te odeio
Eu minto
Eu omito
Eu me odeio

E quando eu te espero
eu aguardo pela eternidade
Pelo infinito do teu amor
Que se resume a minutos

E eu brinco com personagens
Romeu, Julieta, Ofélia...

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Vertical

Meus lábios
Estão sedentos por ti

Fome essa...
Ou seria sede?
Dentro de mim, esse desejo
Escarlate ânsia pela tua carne

Pelo teu corpo...
Olhos teus, desejo...
Risos...

Forma essa que almejo
Ande logo, te desejo
Venha logo, me aqueça
Ou demore e me esqueça
Risos...

Confissões Mascaradas III

Me dispersa
Com o simples pudor de teus lábios
Me aquece
Com o deleite marcante dos teus dentes

Me excita
Com teu jeito indiferente
Me enfurece
Com tua ausência

Me confunde
Com tuas palavras pesadas
Me completa
Com teus olhos castanhos

Procuro-te
Nos vícios mais banais
Provoco-te
Com as mais ásperas palavras

Devoro-te
Provo do teu fruto
Consumo-te
Bebo da tua ultima gota

Estudo-te
És único exemplar
Desvendo-te
Teu medo é me amar.